Manchas de pele podem incomodar algumas pessoas. A maioria dos jovens e adolescentes encaram esse problema em algum período da adolescência. Muitos dos adultos também têm manchas faciais. Porém, veremos que o melasma consegue ir um pouco além de manchas de acne na adolescência.

Por isso, separamos alguns tratamentos, desde os com fitoterápicos, cosméticos manipulados até os estéticos, que ajudam a eliminar ou amenizar as manchas de melasma no corpo e rosto. Confira cada detalhe!

Comece se prevenindo

A melhor maneira de se livrar do melasma é evitar que as manchas da pele ocorram em primeiro lugar. Comece a tratar acne, cravos e espinhas assim que você os vir aparecendo. E, principalmente, evite a exposição ao sol. Os raios de sol queimam sua pele e irritam a acne, o que facilita o surgimento de manchas. Para atenuar os danos causados ​​pelo sol, aplique um bom protetor solar com pelo menos FPS 15 nas áreas expostas da sua pele sempre que você sair ao sol.

Um outro tipo de prevenção está relacionado ao controle hormonal. É comum o aparecimento de melasma em mulheres jovens com cistos nos ovários, por exemplo, o que dificulta o tratamento das manchas.

Aloe Vera

Aloe Vera é uma planta medicinal que pode ser usada para uma série de tratamentos estéticos, envolvendo a remoção de manchas da pele.  Nesse caso, a planta auxilia como uma boa hidratação, quesito importantíssimo para o tratamento de melasma. Ao aplicar um creme contendo Aloe vera, por exemplo, pode-se associar o uso de vitaminas, como a vitamina C e a vitamina E.  O uso interno de Aloe vera gel favorece, além da hidratação, funções de detox para o nosso organismo.

Tratamento com cremes

Alguns cremes clareadores podem reduzir o problema de melasma epidérmico e até mesmo o melasma dérmico. Ácidos agem como despigmentantes e devem ser indicados por profissionais especializados, após a devida avaliação. Os tipos de ácidos comumente usados são: o retinóico, glicólico, mandélico, kójico, e outros.

Fitoterápicos padronizados

Medicamentos fitoterápicos são aqueles que utilizam as plantas medicinais ou derivados de droga vegetal. Confira três opções excelentes para o melasma:

Achromaxyl – Extrato botânico (Brassicaceae) – indicado nos protocolos como clareador e iluminador da pele. Reduz a coloração e o tamanho das manchas senis.

Revinage – Derivado do Picão Preto – reduz as manchas e melhora a rugosidade da pele.

Gatuline – Origina-se de duas plantas: Kiwi e da raiz do Ginseng amargo. Reduz as manchas, clareando significativamente o tom da pele. Pode ser usada também em manchas senis.

Técnicas de microagulhamento

Essa técnica utiliza microagulhas para perfurar agulha, estimulando a produção de colágeno. Além de reduzir rugas e a flacidez no rosto, o microagulhamento também consegue conter e eliminar o melasma.

Peeling químico

Outra maneira de remover o melasma, porém de forma invasiva, é por meio do peeling químico. Ele é feito com ácidos, usando concentrações mais fortes que os usados em cremes, para que consiga remover uma camada de pele. Esse tipo de peeling pode ser leve para o melasma superficial ou mais intenso para melasma profundo.

Tratamento a laser

Também invasivo, o laser é eficiente para eliminar tanto o melasma superficial quanto o mais profundo. O calor provocado pelo laser destrói o pigmento da pele acumulado. Se o melasma não foi removido por meio de procedimentos caseiros e cremes, o laser é uma ótima opção.

Agora você tem em mãos algumas formas para lidar com o melasma. Seja qual for o caso, recomenda-se o teste de medidas mais leves e naturais. Baixe agora nosso ebook “Cosmética natural: faça você mesmo. Receitas e dicas da cosmética caseira” e conheça receitas incríveis para rejuvenescer a pele!