Quem disse que acne é coisa só da adolescência?

Além de rugas e linhas de expressão, a pele madura também pode apresentar espinhas em algum momento e elas podem aparecer pelas mais diversas causas: seja pela persistência de um problema de acne da época da adolescência, seja por outras características que as fazem surgir só depois dos 30 anos.

Se você está passando por isso, neste artigo vamos te explicar as principais razões para o surgimento da espinha depois dos 30 e como tratá-la. Acompanhe!

Por que aparece espinha depois dos 30 anos?

A acne é uma doença inflamatória que pode se manifestar em qualquer região que tenha uma maior quantidade de glândulas sebáceas, como costas, pescoço, colo e rosto.

Essa glândulas são as responsáveis pela lubrificação natural da pele, com a produção de sebo e óleo. Porém, a produção em excesso é o que leva ao surgimento das espinhas, pois a grande quantidade de óleo resulta na obstrução das glândulas sebáceas, causando inflamação e, assim, a acne.

Em pessoas com mais de 30 anos, as lesões da acne costumam ser mais profundas e inflamatórias, com nódulos mais doloridos e avermelhados, principalmente na região inferior do rosto. Além da produção em excesso de oleosidade, uma das principais razões para o aparecimento de espinhas a partir dessa idade são as alterações hormonais.

Ainda, outras questões podem levar ao surgimento — ou piora — da acne depois dos 30 anos, como obesidade, aumento dos pelos e estresse.

No caso específico das mulheres, as espinhas também podem estar associadas à gravidez, irregularidade menstrual, a uma pele mais sensível aos hormônios masculinos, além de problemas como ovários policísticos.

Todas essas razões, tanto gerais quanto específicas das mulheres, causam alterações hormonais, mudanças metabólicas e vasculares, o que pode resultar em uma maior produção das glândulas sebáceas, tornando a pele mais oleosa e, consequentemente, levando ao surgimento da acne.

Um detalhe importante é que as espinhas depois dos 30 também podem aparecer devido ao uso de produtos incompatíveis com o tipo de pele de cada um. Por exemplo: é recomendado que quem tem pele oleosa opte por cosméticos em gel ou loção, pois os cremes podem estimular ainda mais as glândulas sebáceas.

Por isso, saiba agora mesmo: Como descobrir qual é o seu tipo de pele?

O que fazer para tratar espinha depois dos 30?

Como as razões são variadas, o tipo de tratamento para a acne depois dos 30 anos também vai variar de acordo com cada caso e com a alteração hormonal em questão.

Uma das principais formas de tratamento é por meio do uso de medicamentos via oral. Nesse aspecto, a acne pode ser tratada com antibióticos, metformina (para casos com acne associada à síndrome metabólica) e isotretinoína oral, conhecido como roacutan, para casos mais graves e que não respondam às outras formas de tratamento.

No caso das mulheres, o tratamento pode incluir também o uso de anticoncepcionais ou medicações antiandrogênicas.

Além do tratamento via oral, procedimentos estéticos podem ser boas opções para combater a acne na pele mais madura e ajudar a acelerar os resultados. São eles: peelings químicos, lasers de baixa intensidade e microagulhamento.   

É muito importante que o tratamento seja escolhido junto a um profissional da área, para que cada caso seja tratado com a devida atenção e preservação da saúde do paciente. Com tanta variedade de causas, esteticistas, endocrinologistas e até dermatologistas podem ser consultados e envolvidos nesse processo.

Alguns cuidados básicos do dia a dia também são ótimos conselhos para lidar com acnes nessa faixa etária, por isso: use filtro solar com toque seco todos os dias, evite cutucar as espinhas para não piorar o problema, sempre tire a maquiagem antes de dormir para não obstruir os poros e, no caso das mulheres, fique sempre atenta ao surgimento das espinhas no período menstrual — isso pode ser um indicativo da necessidade de um tratamento hormonal, ok?

Leia também: Como acabar com cravos e espinhas?

Princípios ativos que podem te ajudar!

Alguns princípios ativos são extremamente eficazes no tratamento da acne depois dos 30. Substâncias como ácido salicílico, por exemplo, são secativas e ajudam a equilibrar a oleosidade da pele. Já compostos como a niacinamida são anti-inflamatórios e ajudam a diminuir a vermelhidão das espinhas.

Esses ativos podem ser manipulados, junto à uma orientação profissional, e formar um produto ideal para o seu caso a ser aplicado na sua rotina. Saiba mais sobre as vantagens dos produtos manipulados aqui.

Estar sempre pesquisando sobre a saúde da pele é o primeiro passo para ficar com uma pele cada vez mais jovem e bonita. Para te ajudar nisso, preparamos o e-book Máscaras Cosméticas: faça você mesmo. Baixe agora mesmo e aproveite os benefícios!